quinta-feira, 16 de maio de 2013

O primeiro mosteiro


Têm-nos perguntado como teria sido a primeira Casa da Ordem do Templo em Jerusalém.
Temos a descrição pormenorizada numa das mais antigas crónicas do nosso arquivo mas seria fastidioso publicá-la aqui na íntegra.
Costuma-se dizer que uma imagem vale por mil palavras. Por isso optámos por uma imagem que mostra alguns vestígios da parte do palácio que o rei Balduíno cedeu aos Templários e que foi a primeira Sede da Ordem.

(clique na imagem para ampliar)


" Jerusalem - Os muros de suporte da mesquita de Aksa dando sobre o fundo vale de Josaphat. Junto da palmeira, jazem as ruínas acasteladas do antigo mosteiro da Ordem dos Templários, fundado em 1118/9 por Hugo de Payens e seus oito companheiros. À direita vê-se a encosta ocidental do monte das Oliveiras."

(A seta indica as ruínas mencionadas na primeira foto)


"...a mesquita de Aksa, passando para o domínio dos christãos, durante o reino latino, foi transformada em residência real e ocupada por Balduino I que a designou pelo nome de Palácio de Salomão. 
Por esta época foi creada a Ordem simultaneamente religiosa e militar dos Templários que, ao lado do palacio real, edificaram o seu mosteiro de que ainda restam ruinas grandiosas na vertente do Cedron.   [...] esta grande sala abobadada, é chamada ainda hoje a Sala d'Armas dos Templários. A eles pertencia. 
Das colunas e muros dela, como na Torre de David, estavam pendentes as armaduras dos combatentes e a sala servia-lhes de campo de torneio para os exercícios de guerra. 
Receberam o nome de Templários por terem a sua séde, ou casa-mater, junto do antigo templo de Salomão."

____________________
Templários Portugueses

Tombo:XXVI


Documentos dos Templários Portugueses
guardados na Torre do Tombo


Agosto de 1200

Carta de doação, feita por Teresa Mendes à Ordem do Templo de uma herdade em Penafiel.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Agradecimento



A todos os que nos têm contactado:

Ainda bem que a nossa mensagem está a chegar aos vossos corações.
Honra-nos e orgulha-nos muito que o nosso trabalho não seja  em vão.
A nossa missão é transmitir a todos a perspectiva do livre pensador.
Ajudar a libertar o ser humano de todas as amarras que o limitam.
Os nossos velhos Irmãos de há nove séculos atrás já tinham na altura conhecimentos de tal ordem avançados que ainda hoje nos faz estar muito à frente do nosso tempo.
Mesmo comungando de um projecto com 900 anos.

Porque o conhecimento e a sabedoria ancestral são intemporais.
O tempo faz-se de ciclos que se repetem apenas em dimensões diferentes...

Abraço fraterno.
____________________
Templários Portugueses

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Velada de Armas




Irmão
Esta noite ficarás só.
... será a última vez.

Prepara-te.

Agora que as duas cores do Balsão
são para ti uma só,
o símbolo da Ordem
já não representa um enigma.

Prepara-te.

( ... )

Agora que sentes a seiva letal da serpente
misturada no teu sangue...
coloca sem medo a mão
no bafo ardente do Dragão.

Veste a tua alma de branco,
desce ao mais negro de ti.
Traça o círculo sagrado ao teu redor
e inscreve nele o teu sinal.

Deixa o mal do lado de fora.
Do lado de dentro, purifica-te.
Fecha os olhos e adormece...
sonha o 'não sonho'
e eleva-te numa espiral de Luz.

Acorda,
e escuta o silêncio.
Tens de escutar o silêncio...

Ouves o pulsar do Templo?
Prepara-te.

Dentro em breve serás um de nós.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Tombo:XXV


Documentos dos Templários Portugueses
guardados na Torre do Tombo.


Julho de 1199

Carta pela qual a Ordem do Templo deu a Pedro Garcia a Albergaria de Ourém